ARTIGO: Dicas de Clareamento Dental e Laminados Cerâmicos

Dicas por Dr. José Carlos Garófalo

O Dr. José Carlos Garófalo separou algumas dicas para os tratamentos de clareamento dental e laminados cerâmicos. Veja abaixo:

 

Figura 16 - ARTIGO: Dicas de Clareamento Dental e Laminados Cerâmicos
 

Laminados de Porcelana

– Primeiro passo: a chave do sucesso de todo tratamento com laminados é um correto planejamento. Isso envolve análise estética e fotográfica além das etapas de enceramento de diagnóstico e mock-up.

– Os preparos dentais devem ser realizados sempre baseados nas muralhas de silicone obtidas através do enceramento.

– Lentes de contato dental são excelentes opções para dentes sem alteração significativa de cor. Dentes escurecidos necessitam de preparos mais espessos e facetas mais opacas.

– A utilização de cimentos fotoativados com pastas try-in possibilita ao dentista interferir diretamente na cor final dos laminados pós-cimentação. As pastas try-in favorecem a escolha da correta cor de cimento sem risco de polimerização inadequado do agente cimentante.

– A utilização de um fio retrator 000 durante a cimentação garante que resíduos de cimento não se depositem no sulco gengival. Deve ser removido após a completa polimerização do agente de cimentação.

 

Fig. 6 - Foi selecionado gel Peróxido de Carbamida a 16% (Whiteness Perfect 16% - FGM) para a realização do clareamento. Nota-se na foto as trincas de esmalte, o que pode potencializar a sensibilidade durante o clareamento. Por isso, decidiu-se realizar uso de dessensibilizante dos dentes previamente ao procedimento.

Clareamento Dental

– Antes de iniciar um tratamento clareador, examine detalhadamente os dentes do paciente e veja se existem áreas de dentina exposta. Estas áreas devem ser recobertas com ionômero de vidro ou adesivo e resina para diminuir a permeabilidade dental e o risco de sensibilidade.

– Monitore o paciente a fim de detectar efeitos colaterais como sensibilidade ou injúria a tecidos moles.

– Em caso de sensibilidade, comece diminuindo a concentração do gel utilizado e depois, progressivamente, o número de horas de uso até que o paciente se sinta confortável. O uso do clareador de 1 a 2 horas diárias já é suficiente para que o tratamento tenha sucesso. Esse uso deve ser de pelo menos 15 a 20 dias para que se obtenha um resultado estável e durador. (peróxido de carbamida)

– Se optar por peróxido de hidrogênio, meia hora diária pelos mesmos 15 a 20 dias são suficientes para um bom resultado clareador.

– Evite realizar restaurações adesivas imediatamente após tratamento clareador. Aguarde pelo menos 2 a 3 semanas.

– A ingestão de alimentos com potencial de pigmentação não precisa ser completamente interrompida durante o tratamento. Apenas espere um intervalo de 3 a 4 horas após a remoção das moldeiras para fazer uso destes agentes.

NÃO use luz, laser ou qualquer outra fonte de calor com objetivo de acelerar a ação de géis clareadores. Estes recursos apenas aumentam os riscos de alteração pulpar além de propiciarem resultados menos estáveis e mais superficiais.

Treinamento online e gratuito

Posts mais recentes

Email
LinkedIn
Telegram
Facebook
Treinamento online e gratuito

Outros artigos do blog

plugins premium WordPress

Selecione seu idioma

Select your language